Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

CMVM suspende negociação das ações do Futebol Clube do Porto


Terça, 02 de Abril de 2024

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu hoje a negociação das ações do FC Porto SAD, enquanto aguarda “a divulgação de informação relevante ao mercado”.
O comunicado do regulador do mercado surge um dia após o presidente do clube e do conselho de administração da SAD, Pinto da Costa, ter dito que não deixará o FC Porto refém de fundos de investimento e de André Villas-Boas, candidato à presidência dos ‘dragões’, ter questionado a sociedade sobre negócios estruturantes.
“O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) determinou no dia 02/abr/2024 pelas 09:25 (UTC), nos termos do artigo 214.º e da alínea b) do n.º 2 do artigo 213.º do Código dos Valores Mobiliários, a suspensão da negociação das ações Futebol Clube do Porto - Futebol, SAD, aguardando a divulgação de informação relevante ao mercado”, refere a comunicação ao mercado.
Em 28 de março, último dia em que negociaram, as ações da FC Porto SAD fecharam estáveis, em 1,15 euros, com 20 títulos a mudarem de mãos.
Pinto da Costa, que incluiu o gestor da Quadrantis na sua recandidatura às eleições dos vice-campeões nacionais de futebol, disse na segunda-feira que o clube portuense não ficará refém de fundos de investimento, em entrevista à estação televisiva SIC.
“Claro que não. Isso era um absurdo. Um indivíduo empresta dinheiro ao FC Porto, o FC Porto precisa do empréstimo e é altamente beneficiado com o pagamento de juros que já está a pagar e eu vou agora desconfiar de quem me ajuda? Não falta a quem esse fundo queira emprestar dinheiro bem mais alto”, explicou.
Designado como candidato a vice-presidente do clube para a área financeira pela lista de Pinto da Costa, caso o dirigente seja reeleito em 27 de abril, o empresário João Rafael Koehler é fundador e administrador da empresa de gestão de capital de risco Quadrantis.
Essa sociedade engloba a empresa Connect Capital, que celebrou em abril de 2023 um empréstimo de 14,5 milhões de euros (ME) à FC Porto SAD, cuja data de vencimento irá até janeiro de 2029, tal como consta do último relatório e contas semestral dos ‘dragões’.
O empréstimo da Connect Capital e eventuais operações adicionais de antecipação de receitas que possam ter como contraparte fundos detidos pela Quadrantis foram citadas por André Villas-Boas, ex-treinador e adversário eleitoral de Pinto da Costa, numa carta enviada em 14 de março à administração da FC Porto SAD, à qual a Lusa teve acesso na segunda-feira.
Pinto da Costa, que está no 15.º mandato consecutivo e é o dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial, concorrerá à presidência do FC Porto com André Villas-Boas, ex-treinador da equipa de futebol, e o empresário Nuno Lobo, candidato batido em 2020, nas eleições dos órgãos sociais, em 27 de abril, no Estádio do Dragão, no Porto.


Suplementos


Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu